O crime foi cometido por quatro homens encapuzados em Pindorama (distrito de Porto Seguro), numa casa que fica às margens da BR-367.

Quatro pessoas estavam na sala no momento do crime. O alvo dos bandidos, no entanto, eram os familiares de um dos acusados de matar o policial militar em Eunápolis, Sargento PM Françual Manoel Santos, durante troca de tiros na madrugada deste sábado (03).

Eram por volta das 08h30 da manhã deste sábado (03), quando os bandidos chegaram para tirar a vida de Gilberto Costa Pinto (49 anos) e sua filha, Mariana dos Santos Costa (que estava grávida). Os dois eram pai e irmã de Pedro Vinícius Santos (conhecido como ‘Bochecha’), um dos acusados da morte do policial militar em Eunápolis. Outras duas mulheres – a esposa e a sogra de Gilberto – foram poupadas da ação de extermínio e sequer foram atingidas pelos tiros.

O comandante do 8º Batalhão de Porto Seguro, Major Anacleto França, descartou ligação dos crime com a morte do policial em Eunápolis. O caso será investigado pela justiça.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário