Pai e irmã de acusado de matar policial são mortos no município de Porto Seguro

O crime foi cometido por quatro homens encapuzados em Pindorama (distrito de Porto Seguro), numa casa que fica às margens da BR-367.

Quatro pessoas estavam na sala no momento do crime. O alvo dos bandidos, no entanto, eram os familiares de um dos acusados de matar o policial militar em Eunápolis, Sargento PM Françual Manoel Santos, durante troca de tiros na madrugada deste sábado (03).

-- Continua depois da publicidade --Embasa

Eram por volta das 08h30 da manhã deste sábado (03), quando os bandidos chegaram para tirar a vida de Gilberto Costa Pinto (49 anos) e sua filha, Mariana dos Santos Costa (que estava grávida). Os dois eram pai e irmã de Pedro Vinícius Santos (conhecido como ‘Bochecha’), um dos acusados da morte do policial militar em Eunápolis. Outras duas mulheres – a esposa e a sogra de Gilberto – foram poupadas da ação de extermínio e sequer foram atingidas pelos tiros.

O comandante do 8º Batalhão de Porto Seguro, Major Anacleto França, descartou ligação dos crime com a morte do policial em Eunápolis. O caso será investigado pela justiça.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário