Vítimas da chacina de Mucuri eram Soca e sua família

Todos os mortos pertencem à uma mesma família. (clique aqui e veja as fotos). O crime aconteceu no início da noite desta terça-feira (16), na BR-101, proximidades da divisa Bahia/Espírito Santo.

Jalperaz do Espírito Santo Rocha (conhecido como “Soca”), sua esposa (Dilma Maria dos Santos Oliveira Rocha, 40 anos) e seu filho, (Jalperaz do Espírito Santo Rocha Junior, 17) estavam no banco de trás. Seu genro, (Alan Cláudio de Sousa Felipe, de 22 anos) e sua filha, (Gabriela Oliveira Rocha, 22) estavam no banco do motorista e no carona, respectivamente.

-- Continua depois da publicidade --Governo da Bahia

Ninguém sobreviveu. A família foi praticamente exterminada numa ação de pistoleiros fortemente armados.

De acordo com a Polícia Técnica, os criminosos utilizaram armas automáticas de calibre 9 milímetros e calibre 45.

Segundo informações, de dentro de um automóvel (Toyota Corolla de cor branca) iniciaram os disparos, até que o motorista do carro alvo da ação (Fiat/Grand Siena, cor vermelha, placa OZV-3191, de Alcobaça) perdesse o controle da direção. Em seguida, fuzilaram o carro, com todo mundo dentro. Em seguida, fugiram rumo ao Espírito Santo.

Jalperaz do Espírito Santo Rocha (conhecido como ‘Soca’)

‘Soca’ deixou o Presídio de Teixeira de Freitas poucas horas antes de ser morto, beneficiado pela progressão de pena para o regime semiaberto. Tinha sido preso em 2013, suspeito de participar da chacina que tirou a vida de Valdinei de Jesus Moreira (33 anos), Luzinaldo Silva (38 anos) e Elias Saúde de Assis (43 anos, conhecido como ‘Dazinho’), em julho de 2012.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário