Paralisação de professores de Guaratinga por pagamento atrasado do 13º salário

Paralisação dos professores de Guaratinga por falta do pagamento do 13º salário

O protesto da classe de profissionais que recebem através do Fundo Nacional da Educação Básica (FUNDEB) saíram às ruas para cobrar o pagamento da gratificação natalina, também conhecida como 13º salário.

O prazo para o pagamento desse benefício terminou no último dia 20 de dezembro, segundo definição em lei. Além desse atraso, o salário dos agentes comunitários de saúde e de dos agentes de endemias também estaria sem pagamento.

-- Continua depois da publicidade --Prefeitura de Alcobaça (Campanha Educação 2017)

A manifestação foi anunciada e seguiu pelas ruas da cidade até a sede da Prefeitura de Guaratinga.

A prefeita do município, Christine Pinto, está viajando. Por meio de nota, confirmou o atraso no pagamento do 13º salário dos professores, justificando que a gestão municipal não conseguiu fazer o pagamento da gratificação natalina dos professores por falta de dinheiro em caixa.

“Ressaltamos que estamos fazendo o possível para que a referida pendência seja sanada o mais rápido possível e para tal, aguardamos apenas a definição do Governo Federal quanto à data da realização do Aporte Financeiro aos Municípios (AFM) prometido ainda em Novembro de 2017, ou outro Recurso Federal que possa ser usado para esse fim”, afirmou.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário