Linchamento e execução do acusado de roubar mototaxista de Teixeira de Freitas

Em 1780 antes de Cristo (aC) o Código de Hamurábi passou a ser utilizado para resolver problemas na justiça, no reino da Babilônia. O princípio era punir as pessoas de forma proporcionada, aos crimes e delitos cometidos, no chamado “olho por olho, dente por dente“.

Como numa terra sem lei, com questões resolvidas à bala, a lei aplicada há quase 4 mil anos atrás foi quase a mesma utilizada na noite desta terça-feira, dia 16, na cidade de Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia, para julgar o acusado de assalto, que foi linchado e executado à tiros.

Acusado de assaltar mototaxista de Teixeira de Freitas
-- Continua depois da publicidade --Suzano (dezembro-2017)

Tiago Evangelista da Silva (23 anos) teria sido reconhecido após um assalto ocorrido no bairro Liberdade. Dezenas de mototaxistas saíram na caçada do acusado. No bairro Tancredo Neves, o suspeito foi encontrado dentro da casa de seus pais, situada à Travessa Vista Alegre.

Arrastado para fora, foi pisoteado, esmurrado e chutado até ser executado com tiro na cabeça. Os peritos locaram 04 perfurações no corpo (03 na cabeça e 01 no abdômen), além de diversos ferimentos, provocados na ação. O trabalho da perícia foi acompanhado pelo delegado Júlio César Telles e sua equipe.

A Associação dos Mototaxistas de Teixeira de Freitas (ASMOTEF) ainda não se pronunciou acerca do que ocorrerá com o acusado.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário