A justiça determinou a imediata saída dos integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) do prédio da Prefeitura do Prado.

A decisão foi proferida nesta quarta-feira (08), nos autos do processo N.º 8000029-76.2017.8.05.0203, que pedia a reintegração de posse.

O juiz da comarca do Prado, Dr. Leonardo Coelho, estipulou multa diária para o MST, em caso de descumprimento da medida judicial, no valor de R$ 10 mil reais.

O prejuízo causado pelo impedimento de funcionamento do serviços públicos na sede administrativa fundamentou o pedido formulado pelo município.

Desde a última segunda-feira (06) cerca de 100 pessoas ocuparam as dependências internas da sede administrativa do governo municipal e mais gente foi chegando, com o passar do tempo.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com