Imagem seria o registro da distribuição de combustível

Os candidatos da Coligação Majoritária A Força do Povo estão respondendo em Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) por crime cometido durante atividade de campanha na cidade do Prado. O juiz eleitoral, Dr. Leonardo Coelho, já determinou que os acusados sejam intimados a apresentar defesa.

Gilvan Produções (PMDB) e Carlão da Saúde (PCdoB) estão sendo acusados no Processo Eleitoral N.º 0000499-33.2016.6.05.0112, que investiga a realização de showmício e a distribuição de gasolina para pessoas participarem da caminhada política realizada no último dia 29 de agosto.

No dia dos fatos, segundo a denúncia, investigada pelo Ministério Público Eleitoral, várias pessoas foram flagradas abastecendo veículos ornamentados de bandeiras e plotados com material gráfico da campanha dos investigados. Fotos mostram motos e carros abastecendo no Posto Abrolhos, no centro da cidade.

Outro ponto da denúncia foi a utilização de um minitrio para a apresentação de músicos, em evento assemelhado à showmício.

Dentre os pedidos, o juiz eleitoral julga a existência do crime de corrupção eleitoral e captação ilícita de sufrágio. Se condenados, os candidatos podem ser obrigados ao pagamento de multa e perder o registro de candidatura.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário