Delegado é preso acusado de furtar peças de veículo apreendido

Uma equipe da Corregedoria da Polícia Civil (Correpol) cumpriu, na terça-feira (12), o mandado de prisão preventiva do delegado Paulo José de Oliveira, titular da Delegacia Territorial (DT) de Tucano, cidade distante 252 quilômetros de Salvador. O delegado é acusado de peculato. A Coordenação de Operações Especiais (COE), prestou apoio.

Além de inquérito policial, foi instaurado também um Processo Administrativo Disciplinar (PAD), o qual vai apurar a conduta do delegado. Uma investigação conduzida pela Correpol revelou que o policial vinha utilizando em seu carro particular peças retiradas de um veículo roubado, que havia sido recuperado, e estava apreendido na DT/Tucano.

Integrando os quadros da Polícia Civil há 12 anos, Paulo Oliveira poderá, inclusive, ser demitido ao final dos procedimentos e, se condenado pelo crime de peculato, poderá pegar de 2 a 12 anos de prisão, sendo o fato de ser servidor público um agravante. O delegado já está custodiado na carceragem da Correpol, no Rio Vermelho.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário