Caminhada Cívica lembrou a importância de preservar a história e a cultura brasileira

O dia 07 de setembro foi marcado por uma caminhada cívica pelas ruas da cidade do Prado. A tradicional marcha de Sete de Setembro deu lugar à criatividade e a inovação despertada em alunos da rede pública de ensino que carregaram faixas lembrando a importância de construir uma sociedade mais justa e igualitária, sustentadas por valores morais, sociais e éticos.

Criatividade aliando a história de luta, do militarismo e de valores para uma sociedade mais justa
Criatividade aliando a história de luta, do militarismo e de valores para uma sociedade mais justa

Os profissionais da rede municipal de ensino conseguiram mostrar à essas crianças o momento difícil por que passa o país e a necessidade de uma transformação para mudar para melhor a atual realidade brasileira, manchada por escândalos de corrupção, aumento da inflação e diminuição de investimento em políticas públicas e serviços essenciais à população.

Bibi e Jeane Lago
Bibi e Jeane Lago

O Hino Nacional foi executado pela cantora Jeane Lago e pela professora de música, conhecida como ‘Bibi’. A Banda Filarmônica Lira Pradense, que acompanhou a Caminhada Cívica pelas ruas da cidade, executou o Hino do Prado.

Banda Filarmônica Lira Pradense executando o Hino do Prado
Banda Filarmônica Lira Pradense executando o Hino do Prado

O município do Prado, com uma população estimada em torno de 29 mil habitantes, foi um dos poucos na região à realizar atividades no dia da Independência do Brasil. O motivo é o mesmo em todos: a redução do crescimento da economia, o aumento da inflação e a diminuição dos recursos financeiros em bancos, no comércio e nas administrações públicas.

Mayra Brito (Prefeita do Prado)
Mayra Brito (Prefeita do Prado)

Esse foi um ponto de destaque nas palavras da Prefeita do Prado, Mayra Brito, ao comentar a importância em se garantir os investimentos necessários nos serviços públicos oferecidos à população. “Sabemos como as coisas estão difíceis, mas não podemos privar nosso povo daquilo que é mais importante e da valorização de nossa identidade, nossa história e nossa cultura”, destacou.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com