A informação de que Vereador Bruna Giorno estaria Sem Partido deflagrou uma série de ataques aos veículos que noticiaram o fato. Na sessão ordinária da Câmara de Vereadores usou a tribuna para desqualificar vários portais de notícias, que também divulgaram denúncias sobre a unidade de saúde do Guarani.

professora bruna 2

Em seu discurso desviou-se da discussão sobre as irregularidades apresentadas na denúncia, para atacar a imprensa, que levantou a polêmica. Maior parte do tempo, desqualificou a informação de que estivesse sem partido.

Em contrário, declaração emitida no TSE, confirma que Bruna Giorno Bonfim não está filiada à nenhum partido político, confirmando informação veiculada pela imprensa, que ela mesma tentou desqualificar.

É saudável a divergência de ideias e opiniões. Na imprensa, isso não é diferente. Neste cenário, o cidadão tem a oportunidade de conhecer os fatos, contados de diferentes ângulos. Mas a verdade é uma só e, mesmo contada de diferentes formas, sempre prevalece. Com a declaração oficial do órgão máximo que regula a política no Brasil, não dá para contestar. Contudo, este fato em si, é irrelevante. Mais dia, menos dia, o TSE vai reconhecer a filiação da vereadora ao PROS, e pronto. Não dá para entender tamanho estardalhaço, enquanto outras ações mais relevantes ao povo, sequer serem lembradas.

O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário