conaA Câmara Municipal de Vereadores de Prado marcou para às 09horas da última sexta-feira (05/02) uma sessão extraordinária para discutir o Plano de Cargos e Carreira dos Funcionários Públicos do município de Prado.

A atual legislatura é composta pelos vereadores Edmundo dos Santos (‘Cona’ – PT), Edson Ferreira (‘Moreia’ – PCdoB), Artur Vieira de Medeiros (PCdoB), Roberto de Oliveira Dias (‘Robertinho’ – PP), Robério dos Santos (PT), Alfredo Gonthier (‘Alfredinho’ – PSC), Gesseilton Costa Almeida (‘Sessé’ – PSL), Fernando Rodrigues Filho (‘Dr. Fernando’ – PMN) e Elisabete Maria Ramos Fonseca (‘Bebeti’ – PP).

Apenas os cinco primeiros vereadores, citados acima, compareceram à chamada da reunião extraordinária. Como o Regimento Interno da Câmara de Prado prevê o mínimo de 2/3 (dois terços), neste caso a presença de 6 (seis) vereadores, a sessão não pôde ser realizada.

Procurado por nossa equipe o vereador ‘Cona’ se manifestou dizendo que o bloco de oposição à atual administração municipal exercida pelo Prefeito João Alberto Viana Amaral, o popular ‘Jonga’ (PCdoB), tenta impor uma postura diferente àquela que exerciam em governos anteriores e “estão indo contra os interesses do povo”. Segundo o vereador é preciso que seja discutido e votado o Plano de Cargos e Salários dos Funcionários de Prado a fim de reformular o quadro funcional necessário ao município, ainda mais que esta é uma realidade em todo o Brasil. A proposta de alteração do Plano de Cargos é para que o município possa se enquadrar nas determinações legais, impostas pela Justiça, que determinou a realização de concurso público para preenchimento das vagas, que antes eram ocupadas por funcionários contratados.

“Quero confortar os funcionários públicos, principalmente aqueles que já são concursados. Em hipótese alguma a atual legislatura, assim como o executivo municipal, formulará leis que venham a prejudicar os direitos do povo. O que queremos é melhorar a excelência do serviço púbico, melhorando assim o atendimento nos órgãos municipais. A finalidade é a discussão e votação ao Projeto de Lei N.º 001/2010, de autoria do executivo municipal, cuja meta é criar as vagas no quadro de funcionários e liberar o município para a realização de concurso público, para estas vagas. Hoje o município apresenta um número menor de funcionários concursados àquele que é de fato necessário. Para equilibrar esta balança, as administrações contratavam pessoas para as vagas necessárias ao funcionamento do serviço público. Para mudar esta realidade, queremos colocar, nestas vagas, pessoas concursadas e impedir que as administrações sejam utilizadas como cabide de empregos. Esta é a filosofia da atual administração. Aqueles que se dizem ‘defensores do povo’ agem como ‘bons samaritanos’ hoje, mas no passado agiam como Judas aos interesses do mesmo povo que agora querem defender. O fato da oposição dizer que o projeto é para reduzir os direitos e salários dos funcionários é mentira. Estamos abertos ao diálogo com a comunidade: seja através das associações, dos sindicatos, das ONG´s ou diretamente com o cidadão que pode nos procurar à qualquer momento e se informar sobre este ou qualquer outro projeto”, afirmou o vereador ‘Cona’.


Audio Relacionado

{play}/images/stories/audios/2010.02.05_cona_cancelamento_sessao_vereadores.mp3{/play}


O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com