DSC05462_620x400_07.06.2010Por volta das 14:00 desta quinta-feira (03/12) a Casa Lotérica Maré da Sorte (localizada na Av. 2 de Julho, no centro de Prado) foi mais uma vez roubada. Segundo o gerente do estabelecimento, o Sr. José Hilton Tavares Hermano, o “Zequinha” (gerente da Lotérica), o crime teria sido realizado por um homem de estatura mediana, de pele escura, cabelos pretos e lisos, vestindo camisa bege com listras pretas, calça jeans escura e calçando tênis.

O assaltante ficou na lotérica aguardando, na fila, a saída de um cliente que utilizava os serviços. Ele agiu tranquilamente como se estivesse ali para fazer uso dos serviços do estabelecimento. Ao chegar a sua vez, se dirigiu ao Caixa N.º 1 e, de posse de um revólver, anunciou o assalto. Foram levadas as quantias de R$ 1.980,00; R$ 2.366,00 e de R$ 2.500,00 (do caixa 1, caixa 2 e do cofre, respectivamente). Ao todo, foi subtraída a quantia total de R$ 6.846,00.

Após o roubo, o assaltante saiu em disparada e montou numa moto Honda/Bros, de cor verde escuro que havia deixado logo à frente. Em seguida ganhou vias secundárias e sumiu sem deixar vestígios. Policiais do 4º Pelotão de Polícia Militar ainda realizou uma busca no sentido encontrar pistas que levassem ao criminoso, sem sucesso.

À cerca de 15 dias atrás, mais precisamente no último dia 16/11/2009, o mesmo estabelecimento foi vítima de um crime semelhante, quando um homem de estatura mediana (cabelo preto liso, trajando roupa verde escura, calça jeans e tênis), de posse de um revólver anunciou o assalto. Na oportunidade e havia se aproveitado que o gerente da Lotérica ter entrado ao escritório, localizado nas dependências internas do estabelecimento, para recolher o dinheiro que seria depositado. As quantias subtraídas, à ocasião, foram R$ 13.060,00; R$ 1.980,00 e R$ 2.388,00 (do cofre, do caixa 1 e do caixa 2, respectivamente), totalizando 17.428,00. Da mesma forma, após o roubo o assaltante saiu em disparada ao encontro de um comparsa que o aguardava numa moto Honda CG/Titan, modelo 150 de cor vermelha, através da qual tomou vias secundárias e desapareceu. O saldo total até agora é de uma população insegura e amedrontada com a onda de crimes que aterrorizam a cidade, além da subtração de R$ 24.274,00 da Lotérica Maré da Sorte.

Os crimes, em série, estão deixando a população apavorada. É preciso que providências urgentes sejam tomadas.


O que você achou desse assunto? Deixa aqui seu comentário

- VOCÊ REPÓRTER - Envie fotos, vídeos e informações sobre o que você viu.
Whatsapp (73) 99989-6889 | Email: primeirojornal@hotmail.com